domingo, 20 de março de 2011

Festinha cruel! A tortura do celíaco!

Imaginem uma festa de aniversário de 1 aninho... Festival de glúten!
Estava tudo lindo! Sentamos na mesa toda decoradinha com o tema da festa: Moranguinho. Uma graça! Começou o bombardeio: um pratinho cheio de salgadinhos fumegantes... Um esquecido da família do meu noivo perguntou: 
"_Não vai comer, Marluce?" 
Sorri... 
"_Ah, é, esqueci..." -ele respondeu. Sorri de novo.
Veio a garçonete, trazendo o segundo míssel do bombardeio "glutenívoro": "_A senhora aceita um cachorro-quente?"-pergunta ela. 
"_Não, obrigada!"-respondo.
E depois disso, continuando o bombardeio, vieram, hambúrgueres, mini-pizzas, crepes, iscas de frango, batata-frita, pastéizinhos. A garçonete deve ter saído dali me achando um ET antipático! Perdi a conta de quantos "nãos" disse a ela.
 Eu imaginei que não pudesse comer a batata-frita, mas, mesmo assim, fui perguntar a cozinheira: "_Boa noite, a senhora poderia me responder se a batata é frita no mesmo lugar dos salgadinhos?" 
OLHAR DE: "NÃO ENTENDI..." 
E continuo: "_É que eu tenho uma restrição alimentar e tenho que ter uns cuidados." 
Ela responde o que eu já sabia: "_Sim, é tudo frito nesta fritadeira aqui..." 
Pronto, acabaram as minhas esperanças de comer alguma coisa na festa...
Pra não dizer que não falei dos doces, tinha uma mesa cheia deles, e eu chupei um pirulito! E tomei refrigerante. Saí da festa azul e trêmula, de tanta fome!! Fui direto pra uma churrascaria!
Deveria mesmo ter levado uma "marmitinha". Levei um biscoitinho doce no carro, mas, biscoito doce com pirulito e refrigerante, não combinou.
E esse é o dia-a-dia do celíaco. Se não tiver força de vontade, adeus dieta! 
E viva o mundo glutenívoro! :(

E vou aproveitar pra colocar aqui uma conversinha que tive no salão, com uma senhora, que tem o filho celíaco, que não posso deixar de comentar.
"_Pois é, ele vive passando mal, tem várias bolhas (dermatite herpetiforme), está emagrecendo muito. Eu não conheço muito essa doença, e ele não liga."-ela.
"_Mas ele tem que fazer a dieta."-eu.
"_Não adianta, ele não faz, sabe como é homem, e eu tenho cuidado, quando eu vou comprar catchup, olho a embalagem e só compro o que não contém glúten, pra ele colocar no cachorro-quente..."
TÓINNNN!!! Preciso falar mais alguma coisa????
Dei meus telefones a ela pra passar algumas receitas e o telefone do meu médico. Tomara que ele leve a dieta  a sério!

Quem quiser saber mais: www.riosemgluten.com

Boa noite a todos!! Obrigada pela visita!!

11 comentários:

  1. Amiga. vc tem um blog!!! Que legal!!! estou te seguindo!!!

    ResponderExcluir
  2. Malu, nós temos uma força de vontade que só quem é celíaco e entende a doença aprende a ter.

    Eu costumo dizer que aceitar restrições alimentares é mais fácil quando a gente sabe que são "eternas", do que, por exemplo, aquela que você faz na quaresma, se for católica. Ficar sem comer algo por um tempo que vai terminar é fácil, mas mais tentador do que quando você sabe que não pode mais.

    Autocontrole. Mind over matter... rs

    Já passei por essas situações... Por isso sempre como antes de ir a alguma festa. Mas é um martírio, porque as pessoas com pena de você incomodam mais do que o cheiro do glúten! hahahaha

    Boa sorte pra gente, nessa jornada. =)

    ResponderExcluir
  3. É muito difícil, né, Helo?
    Eu tb como antes, mas, vai chegando uma hora que a fome bate, e aquele cheiro vai subindo... Hehehe... Autocontrole é pouco!

    Boa sorte pra tds nós! :*

    ResponderExcluir
  4. A do cachorro-quente foi demais...
    Coitado!

    ResponderExcluir
  5. Se antes do meu diagnóstico eu sempre levava uma comidinha na bolsa - por economia - imagina agora! É, sem exagero, questão de sobrevivência!

    ResponderExcluir
  6. Pois é, é questão de sobrevivência mesmo. O problema é quando a gente não tem muita intimidade com os donos da festa e fica sem graça de tirar o pacote de biscoito de dentro da bolsa...Hehehe!

    ResponderExcluir
  7. Eu estava na "festinha cruel" e presenciei todo o seu sofrimento, infelizmente não pude fazer nada, mas nas minhas festinhas tem sempre algo especial pra vc.

    ResponderExcluir
  8. Hahahah! Nas suas tem, Ana!
    Obrigadaaa!!

    ResponderExcluir
  9. Olá Marluce. Parabéns pela iniciativa do blog. Achei muito interessante, e informativo, mas sem perder o senso de humor, mesmo quando fala de suas próprias desventuras.
    Estou aprendendo e me surpreendendo!
    Um grande abraço dessa sua companheira de profissão. Sucesso. Bjs.
    Lila.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, eu também passo pro isso. Até a minha irmã fica me oferecendo salgadinhos nos aniversários dos filhos dela. Eu não aguento mais ter que ficar me explicando o tempo todo e dizendo não. A gente realmente fica parecendo antipática, já que comer antes de matar a fome é um evento social e se a gente não participa, está fora....

    ResponderExcluir
  11. Olá, adorei seu blog, não tenho DC, mas sigo uma dieta SG, não 100% porque é muito difícil, por isso que sempre to atrás de novas receitas para testar e continuar não caindo em tentação a comer glúten, porque isso me trás alguns prejuízos, dá uma olhada no meu blog: http://nutricionistacleidiane.blogspot.com/
    Obrigada

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!